POR QUE O PROTETOR SOLAR É IMPORTANTE?

Article Read Duration 10 minuto(s) de leitura

O sol é benéfico em pequenas doses para o humor e os níveis de vitamina D. Mas o excesso de exposi??o tem efeitos nocivos em curto e longo prazo. No curto prazo, a exposi??o aos raios UV pode causar:


• Queimadura solar
• Dermatite solar
• Distúrbios de pigmenta??o
• Acne
• Fotossensibilidade
• Fotoimunossupress?o

No longo prazo, o sol pode causar o envelhecimento precoce da pele e os dois principais tipos de cancer de pele:


• Carcinoma basocelular
• Melanoma

Para evitar danos em curto e longo prazo causados pela exposi??o aos raios UV, use um protetor solar UVA-UVB diariamente e tenha um comportamento inteligente em rela??o ao sol, ficando à sombra quando o sol estiver forte e usando chapéus, óculos de sol e roupas protetoras. Use [PáGINA SALVE A SUA PELE] para aprender a examinar os sinais em sua pele e na pele de sua família regularmente, pois a detec??o precoce é a chave para um tratamento de melanoma de sucesso.

SOL: BENÉFICO
EM PEQUENAS DOSES

Uma breve exposição ao sol melhora o humor e os níveis de vitamina D

O sol é essencial à vida. Em pequenas doses, ele pode ser benéfico para:

  • Humor: o sol pode ser um remédio excelente para certos tipos de depressão sazonal.
  • Síntese de vitamina D, que é indispensável para fixar o cálcio nos nossos ossos. Para aproveitar esses benefícios, 15 minutos ao sol por dia é suficiente.

No entanto, em doses mais fortes, o sol pode ser perigoso. Continue lendo para descobrir o impacto de curto e longo prazo que o sol pode ter, desde queimaduras solares, alergias ao sol e acne, até o envelhecimento precoce da pele e um risco maior de câncer de pele.

EFEITOS DE CURTO PRAZO
DA EXPOSIÇÃO AO SOL

Queimadura solar

Os raios UV provocam uma série de efeitos prejudiciais à pele no curto prazo. No caso da queimadura solar, os raios do sol rompem as ligações químicas no nosso DNA , causando a quebra de fitas. Quando a célula detecta danos ao DNA, ela poderá fazer a “apoptose” ou se autodestruir. Isso leva a um processo inflamatório dentro da pele: os vasos sanguíneos dilatam, fazendo com que a pele fique vermelha. Eles também “vazam”, o que pode fazer com que o líquido penetre na pele, causando inchaços e bolhas. As fibras nervosas são sensibilizadas por mediadores inflamatórios, tornando a pele muito mais sensível e dolorida. A queimadura solar é classificada como queimadura de 1º grau e é causada principalmente pelos raios UVB. 

A queimadura solar é mais do que apenas uma fonte de forte desconforto: apenas cinco ocorrências de queimaduras de sol intensas até os 20 anos podem aumentar o risco de melanoma (câncer de pele) em 80%.

Por sorte, o protetor solar certo pode reduzir de forma significativa o risco de você e sua família terem queimaduras solares e câncer de pele no futuro. 

O protetor solar contém filtros solares que absorvem a energia dos raios UV para impedir que penetrem na pele e causem danos. Certifique-se de que seu filtro solar tenha proteção UVB alta ou muito alta (confira o FPS).

Além das famosas queimaduras solares, o sol está envolvido em várias patologias ou distúrbios da pele:

Dermatite solar

A “dermatite solar” é um conjunto de condições em que a exposição ao sol faz com que a pele fique avermelhada e repleta de manchas vermelhas que coçam na região do peito, ombros, braços e pernas. A condição mais comum é chamada de erupção polimorfa à luz. Na alergia a sol, acredita-se que a radiação UV modifique a composição química de uma substância na pele, provocando uma resposta inflamatória que está na origem da vermelhidão e da coceira.

Para prevenir a dermatite solar, você precisa de um bloqueador solar seguro testado para a maioria das peles sensíveis. Busque produtos com proteção UVA-UVB muito alta até para raios longos UVA, já que os raios UVA contribuem particularmente para a alergia a sol. Se você sofre de erupções cutâneas avermelhadas que coçam após se expor ao sol, encare a proteção solar com rigor, usando um protetor solar para o rosto e corpo diariamente; aja de forma inteligente e precavida ao sol, usando chapéu, óculos escuros e roupas de proteção solar; e procure ficar na sombra quando o sol estiver mais forte. 

Distúrbios de pigmentação

A exposição ao sol é determinante na causa de diferentes tipos de pigmentação (cor) irregular da pele, como manchas escuras, melasma (máscara da gravidez) ou vitiligo.

Por que aparecem manchas escuras na minha pele?

Os raios UVB estimulam as células chamadas melanócitos a produzir um pigmento marrom escuro chamado melanina, que fornece à pele proteção natural contra o sol. No caso de distúrbios de pigmentação, a produção de melanina se torna descontrolada e irregular, provocando diferentes tipos de manchas escuras/claras na pele.

Se você sofre de pigmentação irregular da pele, sua primeira atitude deve ser proteger a pele com protetor solar diário de amplo espectro UVA-UVB. Sua proteção será ainda mais eficaz se estiver associada a antioxidantes como Baicalina,  vitamina E e Água Termal da La Roche-Posay, como é o caso do sistema de filtro La Roche-Posay, o XL protect.

Acne: o sol não é seu amigo de verdade

Muitas pessoas acreditam que o sol seca a pele oleosa e uniformiza o tom da pele. No entanto, isso só é verdade em curtíssimo prazo, ou seja, nos primeiros dias de exposição ao sol.
É verdade que, de início, o sol seca a pele e o bronzeado disfarça as manchas, mas a sua pele logo reagirá produzindo ainda mais óleo para compensar a secura. Além disso, o sol engrossa a camada superior da pele, fazendo com que o óleo fique preso e vire um ambiente perfeito para as bactérias. Esse fenômeno é conhecido como “efeito rebote” e explica o motivo de o sol não ser nada legal com quem tem acne.

Portanto, se for fazer escalada em dias mais ensolarados, sempre prefira usar um produto especializado no tratamento da acne que tenha um fator de proteção satisfatório, como o EFFACLAR Duo(+) FPS 30. Um filtro solar de uso diário para a pele do rosto e do corpo (não se esqueça das costas!) é crucial se você deseja evitar o efeito rebote. 

Fotossensibilidade

Na fotossensibilidade, diferentes medicamentos deixam a pele altamente sensível ao sol. Exemplos comuns incluem antibióticos como a doxiciclina, a isotretinoína, uma forte medicação para combater a acne, e certos anti-inflamatórios, como o ibuprofeno. Ao tomar um medicamento fotossensibilizante, você corre o risco de desenvolver uma reação semelhante à queimadura solar, mesmo em uma exposição solar suave. Na fotossensibilidade, a luz UV provoca uma mudança estrutural no medicamento, que desencadeia uma resposta imune no organismo, levando à intensa inflamação da pele.

Se você estiver tomando um medicamento associado a esse tipo de reação, proteja qualquer pele exposta com filtro solar UVA-UVB de amplo espectro e seja precavido perante o sol, usando chapéu, óculos escuros e roupas de proteção solar. Escolha um protetor solar com FPS e PPD muito altos. 

Fotoimunossupressão

Os raios UV reduzem a atividade das células do sistema imunológico (os leucócitos) na pele. Esse efeito pode trazer benefícios em condições autoimunes (quando o sistema imunológico fica superativo) como dermatite atópica (eczema) e psoríase. De vez em quando, os dermatologistas recomendam a exposição ao sol nessas condições (por um período limitado de tempo para evitar queimaduras solares e danos na pele). Mas a imunossupressão também pode ter efeitos negativos. No caso do vírus herpes simplex, a exposição solar pode provocar herpes labial na boca ao subjugar as células do sistema imunológico que mantêm o vírus sob controle. Se você sofre de herpes labial, use um protetor facial diário, sem esquecer da importante área dos lábios.

OS EFEITOS DE LONGO PRAZO
DA EXPOSI??O AO SOL

Além desses efeitos de curto prazo (e geralmente reversíveis) da exposi??o solar, o sol também pode ter um impacto de longo prazo na pele. Esse impacto pode ser dividido em duas categorias básicas: Envelhecimento precoce da pele e risco de cancer de pele.

UV E ENVELHECIMENTO
PRECOCE DA PELE

Os raios UVA rompem com as composições de suporte interno da pele, como fibras de colágeno e elastina. Com o tempo, a exposição ao sol deixa a pele mais fina e com depressões, o que provoca uma perda de viçosidade e elasticidade e o surgimento de rugas mais acentuadas. Os raios UVB também estimulam a produção de pigmentação irregular e desigual na epiderme, resultando em manchas escuras (também conhecidas como manchas da idade) e uma pele mais amarelada. No mundo inteiro, essas alterações na pele são conhecidas como fotoenvelhecimento

Protetor solar facial diário para evitar os sinais do fotoenvelhecimento

Para tratar e prevenir o fotoenvelhecimento, o seu ponto de partida é ir atrás de um protetor solar facial diário UVA-UVB de amplo espectro de uma marca farmacêutica conceituada. ANTHELIOS HYDRAOX é um protetor solar para pele sensível (e pode ser aplicado perto da área extremamente vulnerável ao redor dos olhos, sem causar sensações de ardência).

É bom saber: Mesmo em dias nublados e chuvosos, a pele continua sendo exposta a raios UV que causarão o surgimento gradual das manchas de fotoenvelhecimento. Para proteger completamente a pele, use um protetor solar diariamente e não só quando o dia amanhecer ensolarado e quente.

Cuidados anti-idade com retinol e FPS

Se você se preocupa com o surgimento dos sinais de fotoenvelhecimento, considere corrigir enquanto protege a pele com um produto de retinol que inclua um FPS decente.

O retinol certamente fez por merecer seu lugar como a molécula referência indicada pelos dermatologistas para acelerar a regeneração celular na superfície (para tratar manchas escuras) e restaurar os componentes internos de suporte da pele para corrigir rugas ainda mais profundas e marcadas. O FPS incluído no produto protege a pele contra os ataques ambientais constantes dos raios UV, para que a pele possa concentrar sua energia em corrigir os sinais de envelhecimento.

UV
E RISCO DE CÂNCER DE PELE

Atualmente, as chances de desenvolver câncer de pele é 1/1001. Férias mais longas, a procura por destinos cada vez mais ensolarados, atividades ao ar livre e bronzeamento artificial ajudam a explicar esse aumento nos casos de câncer de pele. Isso acontece porque a exposição ao sol é a principal causa do câncer de pele. Ela aumenta o risco de desenvolver dois tipos principais: Carcinoma basocelular e melanoma. A boa notícia? Se detectado cedo, 90% dos cânceres de pele podem ser curados. É por isso que a La Roche-Posay incentiva que as pessoas examinem sua pele com mais frequência e adotem comportamentos que protegem contra o sol.

Carcinoma basocelular

Carcinoma basocelular (também conhecido como “úlcera roedora”) é a forma mais comum de câncer de pele. Ele é comum em pessoas mais velhas, que já acumularam uma considerável exposição solar ao longo dos anos. Ele afeta principalmente fototipos mais claros (pessoas com pele clara, cabelo loiro, olhos claros e sardas) e costuma surgir em áreas que ficam expostas ao sol, como rosto e couro cabeludo. O carcinoma basocelular pode aparecer como uma área de pele saliente com veias passando por cima, ou a pele pode ter se rompida, ficando com um aspecto ulcerado

O carcinoma basocelular tem um excelente prognóstico (as chances de cura total são muito altas) devido ao seu crescimento lento e por não se espalhar a outras partes do corpo como outros tipos de câncer. Ele é tratado através de uma remoção cirúrgica da lesão ou com tratamentos como quimioterapia local, laser, nitrogênio líquido ou um creme chamado imiquimode . O carcinoma basocelular pode ser prevenido com o uso constante de protetor solar UVA-UVB (especialmente nas áreas expostas) e hábitos inteligentes de proteção contra o sol.

Melanoma

O melanoma é a forma mais perigosa de câncer de pele e pode se desenvolver em qualquer idade. Ele é mais comum em pessoas com fototipos mais claros e pessoas com muitos sinais, mas pode se desenvolver irrestritamente em qualquer pessoa. Ele é um câncer que se desenvolve nas células responsáveis pela pigmentação da pele, os melanócitos, e muitas vezes surge na forma de um sinal com:

  • assimetria,
  • contornos irregulares,
  • muitas cores diferentes dentro do próprio sinal,
  • um diâmetro maior que 6 mm,
  • alterações rápidas ao longo do tempo. 

Assim como o carcinoma basocelular, a principal causa do melanoma é a exposição aos raios UV.

O prognóstico do melanoma depende do tamanho do tumor, sua espessura e se a pele sobre o sinal se rompeu ou não. Lembrando que existem muitas coisas que você pode fazer para detectar manchas suspeitas logo no início: Seja um analisador da pele com e use o método ABCDE para verificar seus sinais e das pessoas que você ama. Se detectado a tempo, 90% dos cânceres de pele podem ser curados.

O primeiro passo para tratar o melanoma é remover o sinal, que é o suficiente para curar o câncer na maioria dos casos, e depois conferir se não houve propagação da doença - o que exigiria tratamentos como quimioterapia, radioterapia e “biológicos” (anticorpos específicos).

Detecte cedo

A detecção logo no início é fundamental para o tratamento eficaz do melanoma. Os Laboratórios Dermatológicos La Roche-Posay desenvolveram para ajudar você a ficar no controle. O site contém diversas ferramentas interativas, informativas e simples que demonstram como examinar a pele e detectar qualquer lesão suspeita o mais cedo possível.

Se perceber uma alteração recente ou estiver em dúvida, consulte um clínico geral ou dermatologista imediatamente para descobrir se o sinal apresenta algum risco. Lembre-se que  nada substitui o dermatologista, que é a única pessoa que poderá dar um diagnóstico de lesões suspeitas e decidir se é preciso ou não iniciar um tratamento.

O uso constante de filtro solar UVA-UVB protege contra o melanoma

A maioria dos casos de melanoma pode ser prevenida com o protetor solar UVA-UVB certo. Para reduzir o risco de melanoma:

  • Bebês e crianças menores de 3 anos não devem ter exposição direta ao sol, e devem estar protegidos com filtro solar mesmo na sombra.
  • Crianças com mais de 3 anos devem usar protetor solar na pele exposta sempre quando estiverem ao sol e devem ser encorajadas a usar chapéu, óculos de sol e roupas protetoras, além de ir para a sombra nos horários em que o sol estiver mais forte.
  • O uso de protetor solar e comportamentos inteligentes devem ser mantidos durante a vida toda.

A infância é o momento ideal para adquirir comportamentos para se cuidar do sol, pois a queimadura solar na infância é um dos principais fatores de risco para o melanoma. Além disso, você estará introduzindo comportamentos que serão úteis para o resto de suas vidas.

1American Association for Cancer Research Press Release, May 29, 2014 http://www.aacr.org/Newsroom/Pages/News-Release-Detail.aspx?ItemID=553#.WKyFqxLhAvo

2Source: Euromelanoma Epidemiological fact sheet

VERDADEIRO
OU FALSO

O SOL PODE
ENVELHECER A PELE PREMATURAMENTE.

VERDADEIRO verdadeiro ou falso

Os raios UVA rompem com as composi??es de suporte interno da pele, como fibras de colágeno e elastina. Com o tempo, a exposi??o ao sol provoca a perda de elasticidade e vi?osidade da pele, além de causar o surgimento de rugas. Os raios UVB também estimulam a produ??o irregular e desigual de pigmenta??o, resultando em manchas escuras e uma pele amarelada. No mundo inteiro, essas altera??es na pele s?o conhecidas como fotoenvelhecimento.

N?O PRECISA USAR PROTETOR
SOLAR EM DIA NUBLADO.

FALSO verdadeiro ou falso

Mesmo em dias nublados e chuvosos, a pele continua sendo exposta a raios UV que causar?o o surgimento gradual das manchas de fotoenvelhecimento. Para proteger completamente a pele, use um protetor solar diariamente e n?o só quando o dia amanheceu ensolarado e quente. 

QUANTO MAIS CEDO FOR DETECTADO O
C?NCER DE PELE, MELHOR

VERDADEIRO verdadeiro ou falso

Se detectado cedo, 90% dos canceres de pele podem ser curados. Por isso que fazer o exame é t?o importante nas visitas ao dermatologista, use [PáGINA SALVE A SUA PELE] para ficar de olho nos seus sinais e nos sinais das pessoas que você ama. E, naturalmente, fa?a do protetor solar um passo indispensável da sua rotina diária para proteger os sinais e prevenir o cancer de pele.

NóS TAMBéM TEMOS
UMA LINHA PARA ISSO

ANTHELIOS é um produto pioneiro no segmento de cuidados com o sol. Sua alta prote??o de amplo espectro é o resultado de mais de 25 anos de pesquisas clínicas avan?adas na área de cuidados com o sol e sobre a pele sensível ao sol.

NOSSOS COMPROMISSOS
COM A SEGURAN?A

Padr?es de seguran?a além dos regulamentos internacionais de cosméticos.

simple page

TODOS OS PRODUTOS
TESTADOS PARA ALERGIA

Ver mais
Um pré-requisito = Nenhuma rea??o alérgica
Se percebemos um único caso, voltamos para o laboratório e refazemos a fórmula
safety

TESTADO
EM PELES
 MUITO SENSíVEIS

Ver mais
A tolerancia de nossos produtos é testada nas peles mais sensíveis: reativa, alérgica, com tendência à acne, atópica, com danos ou enfraquecida por tratamentos contra o cancer.
simple-page

APENAS O ESSENCIAL,
NA DOSE ATIVA CERTA

Ver mais
Desenvolvidos em colabora??o com dermatologistas e toxicologistas, nossos produtos contêm apenas os ingredientes necessários, na dose ativa certa.
Simple-page

PROTE??O DA FóRMULA
AO LONGO DO TEMPO

Ver mais
Nós selecionamos as embalagens que mais protegem apenas com os conservantes necessários para garantir uma tolerancia e eficácia perfeitas ao longo do tempo.